Ferramentas

Hoje meu parceiro da cozinha voltou para casa. Depois de 11 anos de uso intensivo, ele estava mostrando sinais de degradação, enviamos para uma empresa credenciada. Passou mais de um mês por lá, foi inteiro desmontado, muitos itens não estéticos foram substituídos.

Neste meio tempo, me deixaram com um genérico qualquer emprestado. Ajudou mais do que deveria.

Por um lado ajudou porque não fiquei sem poder cozinhar. Mas ajudou mais ainda por lembrar que eu não tenho um fogão, tenho um instrumento de precisão.

Qual o primeiro item preparado após o retorno? Fácil. Um miojo. Porque o intermediário emprestado me tirou o gosto de cozinhar num nível tão absurdo que deixei os ingredientes de tudo acabarem. Parece um tipo de pirracinha, e provavelmente é. Com o passar dos anos me acostumei e me apeguei às minhas ferramentas da cozinha, recentemente me desfiz de metade delas, estou ainda tentando me acostumar com tudo mais simples, mas numa boa, o fogão não é algo que me vejo abrindo mão.

Hora de ir para o mercado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: